domingo, junho 27, 2010

Dúvida da leitora -Loft


Olá Lorena, gostaria de saber se na sua opinião profissional a construção de um loft sai mais em conta e se é mais rápida do que a de uma casa comum.
Estive procurando modelos de lofts mas me deparei com um questionamento “onde está o guarda roupa?” Gostaria de saber tambem se há a possibilidade de construir um closet com o banheiro dentro na parte de cima do loft. Minha casa atual dispõe de um closet mal dividido que comporta o banheiro, há como associar esta idéia com melhorias?
Também me questiono se o modelo do loft pode comportar uma área exterior para receber pessoas e para a lavanderia. Isso foge totalmente dos padrões?



Viver num loft - prós e contras

Vantagens

Muita luz. O grande pé-direito permite janelas (ou paredes de vidro) de maior dimensão.
Personalidade. Mesmo antes de iniciar a decoração, o espaço já tem um ambiente muito próprio.
Potencialidades. Um loft presta-se  a uma decoração minimalista e arrojada.
Intimismo. Tudo fica perto de tudo.
As crianças estão quase sempre visíveis e sentem-se mais acompanhadas

Inconvenientes

Falta de privacidade. Quando alguém chega, é bom ter a louça lavada e a cama feita, porque tudo está, sempre, à vista
Arrumação. Um loft não é a casa mais aconselhável para pessoas desorganizadas. É preciso criar espaço e racionalizar toda a arrumação
Temperaturas. Tetos altos significam mais calorias para aquecer todo o ambiente. Por outro lado, grandes janelas ou paredes em vidro significam mais necessidades de refrigeração no tempo quente
Preço.

A readaptação é mais cara do que a construção de raiz e, mesmo partindo do zero, construir um loft é mais caro do que construir apartamentos comuns.



O que um loft de verdade tem:


- Pé-direito de, no mínimo, 3,20 metros
- Ausência de paredes como divisões internas
- Ambientes conjugados preferencialmente em um nível só
- Colunas de sustentação aparentes
- Tijolos e tubulações à vista – elétrica, hidráulica e de ar-condicionado
- Ausência de forro e piso. O chão é de cimento
- Uso de materiais frios, como cerâmica
- Iluminação natural garantida por grandes janelas




Em Nova York, regiões industriais decadentes, como o Soho, tornaram-se descoladas a partir da reciclagem de suas antigas fábricas e frigoríficos. Essas construções amplas, com pé-direito alto e vãos livres, atraíram, nos anos 60, artistas plásticos, que as utilizavam como morada e lugar de trabalho. Ateliê, quarto, sala, banheiro e cozinha se confundiam em um mesmo salão. Os lofts eram uma opção barata de moradia. Nos anos 70, com a revitalização de seu entorno pela prefeitura de Nova York, viraram moda e encareceram. Em Manhattan, os menores lofts de West Village (que vão de 55 a 78 metros quadrados) custam no mínimo 1 milhão de dólares.


No Brasil, a maioria dos projetos lançados se distanciam muito do conceito original. Surgiram muitas adaptações, chamadas muitas vezes de lofts-fake  ou apartamentos loft-inspired.  
Por exemplo, muitos dúplex encontrados no mercado, embora não sejam nada amplos, são vendidos como lofts só por causa do pé-direito duplo. O que se faz por aqui são ambientes “loftados”, pois não  há galpões de fábrica em áreas em que as pessoas gostariam de morar. Mesmo assim o metro quadrado de um loft é cerca de 20% mais caro do que o de um apartamento convencional de mesma localização.

A tradução do conceito pelo mercado local resultou em construções de pé-direito duplo e grandes janelas em que a área social se confunde com a de serviço. A ala íntima (quarto e banheiro) fica resguardada em um mezanino. Solteiros e jovens casais sem filhos são o principal público desse tipo de empreendimento. Manter a privacidade num ambiente assim, no entanto, pode ser difícil quando ele é dividido com alguém. O loft é mais que um espaço: é um estilo de vida!





Retrofit



Estas fotos ilustram o trabalho da designer de interiores Azin Valy, dos Estados Unidos, que propôs um retrofit completo para este imóvel de 1902. Um casal e um filho de 18 anos convivem neste espaço que foi todo unificado, sala, cozinha e escritório. Somente os dormitórios, banhos e uma pequena área de serviço se escondem atrás das portas.

Como unificar ambientes? 

Colocando o mesmo acabamento nas paredes e pisos

Dá para deixar pilares e vigas aparentes, já que as paredes serão derrubadas?

Com certeza sim, estes elementos estruturais do apartamento poderão ser revestidos de tinta, ou deixá-los em concreto aparente, ou ainda revesti-lo em madeira. No caso das vigas, elas poderão ser escondidas sobre forros de gesso desde que se tenha um pé direito mínimo de 2,50m. Ou então ficar aparentes.

Como é feita a distribuição de tomadas e luminárias então?

Ou se faz o embutimento tradicional, ou se utiliza os conduletes metálicos ou de PVC. Outra solução mais cara, porém bem prática, é a instalação de rodápés metálicos onde passam as fiações e são fixadas as tomadas. No teto, se não houver forro, se utiliza os conduletes, ou esquemas de trilhos com spots. Estes estão no mercado em diversos formatos.

Dica: não use neste caso, elementos de muito brilho, pingentes, vidros e cromados, estas peças são para iluminar e, portanto, são de efeito de luz. As luminárias de efeito cênico, como lustres, arandelas e abajures devem ser decorativas e posicionadas em pontos focais complementando a iluminação.

Paredes de pedra ou tijolo aparente combinam muito bem com o clima despojado de um loft, espaços abertos e conjugados, cozinhas e área de serviço compactas e ultramodernas.Em resumo é isso!


Não é fácil encontrar um armazém ou galpão para ser transformado em um "verdadeiro" loft e muito mais em um área que possa ser habitável. A maioria não tem boa localização. A liberdade de viver um lugar sem paredes pode não agradar a todos, mas a sensação de viver em um clima nova yorkino em pleno calorão carioca tem crescido nos últimos anos.

Os lançamentos imobiliários (mesmo que timidamente) iniciaram a trabalhar esse tipo de empreendimento, mas na verdade usam mais o apelo do duplex ou do apartamento que tem o pé direto duplo e com isso surge um mezanino.  Acredito que é valido na falta de um "original" para essa transformação.

Os Loft's podem ser pequenos ou majestosos, tudo vai depender do espaço ou de quantas paredes pode-se derrubar, e é muito comum transformar apartamentos em loft's


Closet

2 comentários:

  1. Boa parte do conteúdo desse post foi COPIADO do blog assim eu gosto! No nosso blog tem novidades diárias e posts feitos com muito cuidado e pesquisa!!!
    Cristina e Mariana
    http://assimeugosto.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Boa tarde Lorena
    Meu nome e Luiz Fernando de Guaçui-es uma cidade do interior.
    Estou construindo uma casa de 392,48 mt2 e o pé direito 2,68 resolvi mudar para 3,00, mais tenho uma sala de estar que era de 3,08 e ficou com 3,40. Será que vai ficar legal?
    Gostaria muito de uma opinião de uma pessoa muito experiente e que convive com obras muito superior a minha.
    Meu email luizfernandobraga@yahoo.com.br

    ResponderExcluir