sábado, setembro 04, 2010

Cozinha saudável

Acabamento com tecnologia antibacteriana é a solução para deixar livre de fungos e bactérias o ambiente dedicado à preparação e degustação de alimentos.

Os armários e a mesa embutida foram executados com painéis de MDF (Duratex) nos padrões Teca Bali e Branco Diamante. As tintas também têm proteção antibacteriana. O acrílico branco Metalatex Bacterkill contrasta com o colorido acrílico Superlavável Acetinado da parede do fundo (ambas da Sherwin William).

Manter a cozinha protegida dos micro-organismos nocivos à saúde é uma tarefa difícil, especialmente quando o espaço oferece boas condições para a proliferação dessas espécies. Esse era o problema da executiva Karina Von Staa. A casa onde a família vive há sete anos é bastante úmida, tem encanamentos antigos e um vazamento na caixa-d'água agravou ainda mais a situação.

A solução para deixar o ambiente mais saudável foi promover uma reforma geral para substituição de todos os acabamentos. Com auxílio da designer de interiores Letícia Ribeiro, da Sign Casa, a proprietária optou por materiais com a tecnologia antimicrobiana Microban, que inibe o desenvolvimento de micro-organismos e evita a incrustação de sujeira.

A proteção é aplicada na matéria-prima do produto, durante a fabricação; por isso, não desgasta com o tempo nem com materiais de limpeza e tem durabilidade igual à vida útil do acabamento, prazo que varia de acordo com o fabricante.


Para a manutenção não é necessário nenhum procedimento especial, apenas os hábitos normais de higienização. Mas é importante ressaltar que a proteção Microban não dispensa a rotina de limpeza, pois ela age inibindo os microorganismos e sua proliferação, e não a sujeira.

A reforma teve início com a seleção de acabamentos que utilizam a tecnologia antimicrobiana feita pela proprietária e pela designer de interiores. O piso estampado deu lugar ao porcelanato Polar 46 x 46 cm (Gyotoku), utilizado também como rodapé no contorno do armário.

No ambiente, os interruptores e tomadas da linha Decor (Schneider Electric), além da proteção contra fungos e bactérias, já estão no novo padrão determinado pela portaria do Inmetro. A parede do fogão foi revestida com laminado Címbalo Branco Mate (Fórmica). Com o mesmo material, a porta de correr (90 x 215 cm) recebeu ainda uma camada de verniz Poliulack acetinado (Sayerlack).

No total, o investimento na reforma, incluindo acabamentos, móveis e a mão de obra, foi de R$ 52 mil. Mas, se considerarmos apenas os produtos que receberam tecnologia Microban, o aumento no valor final de cada um é em torno de 0,5% a 7,0%, variando de acordo com a matéria-prima e valor agregado à peça.


Cristais de quartzo e resina (Silestone) no padrão Bege Olimpo compõem a estrutura utilizada em toda a extensão da bancada e rodameio da pia. No detalhe, o azulejo com bolor cobria a parede atrás do armário. A infestação de fungo nessa área agravou- se por causa do vazamento na caixa-d'água da casa.


fonte: http://revistacasaeconstrucao.uol.com.br/ESCC/Edicoes/61/artigo182726-2.asp

2 comentários:

  1. oi.. entao eu acho lindo o teca labi.. ano passado comprei um rack lindissimo bege com teca bali... ou seja tem teca bali na decoracao da minha sala,e agora meu marido quer revestir a nossa cozinha rs com o mesmo.. estaou na duvida.. TUDO DE TECA BALI????
    Ja nao sei o q fazer p q ele nao faç isso..pra mim acho q vai ficar TUDO Igual.. nossa casa a sala é com cozinha americana... queria uma opiniao se pode ou nao?rs agradeço desde ja e espero anciosamente por uma resposta.. se possivel bem antes que este carnaval de 2011 acabe... bjus!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir