quinta-feira, janeiro 21, 2016

Luz em foco: 16 estilos de iluminação em um duplex


1- Logo na entrada do apartamento, um ambiente de estar com quatro poltronas recepciona os visitantes. Como o pé-direito é duplo, os arquitetos sugeriram uma bela e volumosa luminária de piso (Micasa): “Ela também é alta, mas fica na escala das pessoas, ajudando a trazer aconchego e eliminando a sensação opressiva da altura do teto”. 


2- Ao fundo, o home theater tem iluminação no rebaixo do forro preparada para destacar as obras de arte. Lá, vê-se uma tela iluminada por duas lâmpadas dicroicas com facho de luz reduzido e bem marcado.


 3- Ao lado da escada, a persiana automatizada tem o mecanismo escondido numa caixa de gesso rebaixada. Ali, voltado para a persiana, um rasgo oculta lâmpadas xenon (La Lampe), que emitem uma luz suave e geral

Vista geral da grande sala de estar iluminada. Os móveis são da Micasa, objetos da Benedixt e Firma Casa. Na foto ao lado, persiana do tipo rolo da Luxaflex (Arthur Decorações).


Vista geral da grande sala de estar iluminada. Os móveis são da Micasa, objetos da Benedixt e Firma Casa. Na foto ao lado, persiana do tipo rolo da Luxaflex (Arthur Decorações).


14- No quarto, a estante Treme -Treme abriga lembranças de viagem. Para a moradora visualizar as peças com conforto, os arquitetos optaram por instalar lâmpadas AR 70 em um rasgo no forro, à frente da estante. “Assim, evita-se o efeito chapado sobre os objetos”, diz o arquiteto Thiago.
15- A moça gosta de bastante espaço livre sobre as mesinhas de cabeceira, por isso, a solução veio na forma dos pendentes Bubbles Cigar, do designer George Nelson (Dominici). “Além disso, eles garantem um charme extra”, fala o arquiteto Thiago. 



16- Quando a moradora quer uma luz mais aconchegante e intimista, ela precisa apenas da luminosidade suave proporcionada pelas lâmpadas xenon embutidas num nicho da caixa de marcenaria que emoldura a cabeceira da cama.



12– Para o banheiro da proprietária, os arquitetos projetaram um rebaixo no forro sobre a banheira que serve a dois propósitos. Ali, embutiram duas lâmpadas dicroicas com filtro azul . “Segundo a cromoterapia, é uma luz relaxante”, explica o arquiteto Thiago. 


13–O nicho que se formou no rebaixo de gesso leva lâmpadas T5 (La Lampe), que têm uma luz mais fria, mas com boa iluminação difusa. “Elas iluminam todo o ambiente. Além disso, são econômicas”, diz o arquiteto. No banheiro, abaixo, piso e paredes com mármore pigués. No quarto, roupa de cama da Trousseau e almofadas da Missoni.


Vista de cima da piscina iluminada. A banheira é Smarthydro (I-House).
 10- Uma das suítes do andar superior foi transformada num escritório para a moradora. Ela, que é advogada, concentra ali seus livros jurídicos. Por isso, o local ganhou grandes estantes fechadas por portas de vidro. As luminárias wall washer embutidas no forro levam lâmpadas halopin, que direcionam a luz para a estante.


11– No escritório, a moça também lê e escreve. Como precisava de uma luz focada para trabalhar, os profissionais sugeriram a clássica luminária articulada Tolomeo, com cúpula de pergaminho (La Lampe). As estantes são da Ornare. Já a mesa da Adresse e a cadeira da Kartell foram compradas na Toque da Casa.

 9- Instaladas na curva que o painel faz sobre a parede do mezanino, duas lâmpadas PAR 20 (La Lampe) . “Elas dão destaque ao papel de parede, que se assemelha a uma superfície de areia”, diz o arquiteto Thiago. Acima do balcão, papel de parede Mica Expandida (Wallpaper). Os móveis são da Micasa.
 7- Na sala de jantar, os arquitetos capricharam nos detalhes de iluminação. É que aqui, um grande painel de MDF revestido de folhas de freijó delimita o ambiente e é um elemento dominante na decoração. Nas extremidades do painel, três lâmpadas embutidas AR 48. “Elas são densas, bem focadas. Em um lado, iluminam o painel e, no outro, o foco é sobre o balcão”, explica o arquiteto.

8- Para contrastar com o tom escuro da madeira, foi usado mobiliário totalmente branco. Sobre a mesa, duas luminárias de acrílico Miss K, assinadas por Philippe Starck (Dominici). O painel de madeira foi executado pela Marupá Móveis.

 Próximo à entrada, o bar tem lâmpadas minidicroicas Trend (La Lampe) embutidas no forro. O móvel, com portas camarão, se assemelha a uma cristaleira. “A luz se reflete nas prateleiras de vidro e produz um brilho interessante”, diz o arquiteto.


A planta do living mostra os pontos de iluminação detalhados: “Para facilitar o controle, eles estão automatizados e podem ser acionados ainda na garagem do prédio. 

Outra etapa do projeto envolverá a programação desses pontos em circuitos de forma que alguns deles funcionem juntos, em cenas preestabelecidas”, explica o arquiteto Thiago. por isso, a solução veio na forma dos pendentes Bubbles Cigar, do designer George Nelson (Dominici). “Além disso, eles garantem um charme extra”, fala o arquiteto Thiago.

Nenhum comentário:

Postar um comentário