sexta-feira, dezembro 09, 2011

Sede do Tribunal Superior Eleitoral, de Oscar Niemeyer, será inaugurada na próxima semana

Edifício segue as características arquitetônicas dos outros prédios públicos da capital federal
Mauricio Lima

No próximo dia 15, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) inaugura seu novo edifício-sede, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Localizado no Setor de Administração Federal Sul (SAF/Sul), em Brasília, próximo às sedes do Superior Tribunal de Justiça, do Tribunal Superior do Trabalho e da Procuradoria Geral da República, o prédio é composto por uma estrutura semicircular e conta com três cúpulas na frente e um grande volume para estacionamentos e depósitos.


Fachada frontal será toda em vidro

A obra foi iniciada em 2007 pelo consórcio formado pela OAS e pela Via Engenharia. Ao todo, a obra deverá custar R$ 327 milhões e terá 115.578 m² de área construída. De acordo com a OAS, 44 toneladas de metal foram utilizadas na estrutura. A fundação foi feita com tubulões, utilizando 17.695 m³ de concreto. Foram usados também 30.292 m² de alvenaria e 66.332 m³ de concreto.

O projeto arquitetônico conta com muitas características dos prédios públicos de Brasília, desenhados pelo próprio Niemeyer. A fachada frontal do edifício principal foi construída toda em vidro, enquanto a parte traseira conta com brises em toda a extensão da fachada. Na parte de trás, existe também um volume retangular que funcionará para a circulação vertical dos funcionários do edifício. Sob esse edifício, há um estacionamento subterrâneo. À sua frente, ficam as três cúpulas de concreto armado que contarão com quatro auditórios.

Para minimizar o impacto causado pelas obras, foram plantadas cinco mil árvores. Foram instalados elevadores e lâmpadas de baixo consumo de energia e equipamentos de ar-condicionado que utilizam um gás para refrigerar que não afeta a camada de ozônio e reduz o consumo de energia e água. Haverá também sistemas de captação de água da chuva. Durante a construção, foi instalado um sistema de gestão de resíduos sólidos, para reciclagem de aproximadamente 90% dos resíduos de papéis, metais e plásticos gerados pela obra.
Internamente, o edifício terá um plenário três vezes maior do que o existente na sede atual. Agora, 246 pessoas poderão acompanhar as sessões, que acontecem às terças e quintas-feiras. Haverá também cadeiras reservadas para pessoas com deficiência física. A tribuna, por sua vez, oferecerá conforto aos advogados cadeirantes que realizarem sustentações orais no plenário. Os advogados do tribunal contarão com uma sala ampla, localizada a apenas 20 metros do Plenário, e que será equipada com monitor de TV para transmissão da sessão plenária e rede de acesso à internet.

Volume retangular será responsável por circulação vertical


Cúpulas em concreto armado abrigarão os auditórios do tribunal


Foto mostra a parte dos estacionamentos e espaço já para as cúpulas


Volume ao fundo será usado como estacionamento e depósito

Fonte: Pini web

Um comentário:

  1. Lindo lindo! Bom que é aqui pertinho e fica mais fácil para conhecer.
    :D

    ResponderExcluir