quarta-feira, abril 28, 2010

Luz natural para os ambientes

Coberturas translúcidas 

A entrada zenital da luz natural pode ser feita com fechamento de vidro, policarbonato e outros materiais resistentes. O tamanho do vão dependerá do projeto e do desejo de maior ou menor incidência solar. Antes de implantar o elemento, no entanto, é preciso considerar o tipo de perfil - adequado ao peso - e, no caso de vãos maiores, vale consultar o fabricante. As chapas de vidro aramado e laminado são as mais indicadas para o teto de vidro, pois, em caso de quebra, as peças não estilhaçam. Depois de instalados, os vidros podem receber uma película protetora para amenizar o calor. Também há a opção de um sistema de persianas automatizadas.


Paredes de vidro
 
A extensão de uma área envidraçada contínua permite a passagem abundante da luz e a vista do exterior, a abertura pode ser denominada pano de vidro em vãos a partir de 2 x 2 m. Recomenda-se os vidros laminados ou temperados.

Bandeiras
 
São aberturas executadas na parte superior de esquadrias, como portas e janelas, ou acima, nas paredes no plano horizontal. Os vãos das bandeiras geralmente possuem de 40 a 50 cm de altura e comprimento variado e podem ter vidro fixo ou basculante. As bandeiras geralmente possuem perfis de madeira e alumínio, mas podem ser executadas conforme os elementos presentes no projeto.

Claraboia 

A abertura é projetada no teto e permite a passagem de luz zenital. Pode receber vidro, policarbonato ou acrílico. Para a execução, não há medidas mínima e máxima possíveis em um vão. No caso do vidro, por exemplo, é importante lidar com placas laminadas e temperadas com espessura mínima de 8 mm. Fixados os perfis e instalado o elemento translúcido, todo o perímetro da claraboia deve ser impermeabilizado - geralmente com silicone - de forma a garantir a estanqueidade da estrutura.


Janelas de telhado

Normalmente, são mais comuns em sótãos, já que tais ambientes possuem pouca altura nas paredes. Os vãos dependerão da estrutura do telhado. Como não é possível fazer grandes vãos sem alterar a estrutura, comumente adotam-se medidas de 0,70 m de largura por 1 m de comprimento. Em um telhado já executado é preciso remover telhas e ripas da abertura; cortar o caibro do meio do vão e reforçar com dois caibros laterais.

Seteiras 

São vãos verticais na parede que podem ter vidros fixos ou aberturas para permitir a passagem de ventilação. As seteiras também são muito usadas ao lado de portas de entrada. Não se estabelecem medidas mínimas e máximas aos vãos da seteira; isso fica a critério da necessidade de cada projeto. As seteiras contam, geralmente, com perfis metálicos ou de madeira e com fechamento de vidro. A fase posterior a sua execução requer impermeabilização. O processo pode ser feito com silicone, o que garante a estanqueidade da superfície e afasta os problemas de infiltração.
 
Blocos de vidro

Translúcidos e não transparentes, permitem a passagem de luz e preservam a privacidade no interior do cômodo. Podem ser aplicados em paredes de quaisquer ambientes, mas geralmente não cumprem função estrutural. As peças possuem metragem, espessura e coloração diferenciadas. Para promover iluminação natural, o tom incolor é o mais adequado. Os blocos de vidro não precisam de impermeabilização depois de aplicados, pois o rejunte entre as peças já cumpre a função de evitar a infiltração de água.


Um comentário:

  1. Caro blogueiro,

    A vacina contra Influenza H1N1, vírus que já matou 1.632 brasileiros, está disponível nos postos de saúde pública de todo o Brasil para pessoas com maior risco de desenvolver a forma grave da doença. A vacina foi testada, é segura e já foi utilizada por mais de 300 países do Hemisfério Norte. Sábado, 24, começa mais uma etapa da campanha, voltada agora para a vacinação de idosos com doenças crônicas. No entanto, a população das outras etapas - jovens de 20 a 29 anos, grávidas, crianças maiores de 6 meses a menores de 2 anos e doentes crônicos com menos de 60 anos - ainda podem procurar os postos para se vacinar.


    Por isso, é muito importante contar com a sua colaboração! Você pode ajudar por meio de materiais que disponibilizamos especialmente para blogs.

    Para mais informações sobre como se tornar um parceiro, escreva para fernanda.scavacini@saude.gov.br

    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir